VideoBar

Este conteúdo ainda não está disponível por conexões criptografadas.

sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

E.E. ANTONIO FONTANA
 
APRESENTA
 
O FRUTO DA FIGUEIRA VELHA...
 
Os alunos do 2º EM A mediados pela prof.ª Maria Antônia realizaram na ultima semana a leitura encenada do conto de terror "O fruto da Figueira Velha" de Rosa Amanda Strausz.  Todas as salas puderam participar interativamente dessa história arrepiante...
 
Confira...


A obra...
 
a representação...
 
 
Artistas de arrepiar...
 
até a professora.
 
É nóis...
 
 representando,
a LEITURA...
 
de forma vívida...
 
sem deixa-la morrer...
 
 
 
 


 

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013


E.E. ANTONIO FONTANA
 
TEMPO DE FORMAR...
 
Na noite do dia 10 de Dezembro os alunos do 5º, 9º e 3º EM colaram grau, concluindo mais uma etapa em suas aprendizagens. O evento contou com a presença maciça da comunidade, familiares, professores e do pastor Luciano da Igreja Metodista de Cândido Mota.
 
Confira...
 


















 
E.E. ANTONIO FONTANA
 
 
NOITE CULTURAL
 
 
No dia 10 de Dezembro a EE Antônio Fontana realizou a 2ª Noite Cultural. Uma atividade protagonizada pela criatividade artística de nossos alunos e professores.
 
Confira...
 
As meninas da Ginástica...

Olha a Isadora toda sorridente...

O público se acomodando...

A notável Maria Antônia

Discurso...

 Presença da comunidade...

Leitura em voz alta pela aluna Gabriele ...

Recitando poema...Aluna Carol

Profª Patricia - Esperança-Mário Quintana

 Shakespeare - Profº Cléber

Meninas da ginástica...
 
fazendo bonito!
 
Peça teatral Romeu e Julieta...
 
Já é sucesso de público e crítica!



















 

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013


E.E. ANTONIO FONTANA

ADEUS A MANDELA...


"Nosso grande medo não é o de que sejamos incapazes.
Nosso maior medo é que sejamos poderosos além da medida. É nossa luz, não nossa escuridão, que mais nos amedronta.
Nos perguntamos: "Quem sou eu para ser brilhante, atraente, talentoso e incrível?" Na verdade, quem é você para não ser tudo isso?...Bancar o pequeno não ajuda o mundo. Não há nada de brilhante em encolher-se para que as outras pessoas não se sintam inseguras em torno de você.
E à medida que deixamos nossa própria luz brilhar, inconscientemente damos às outras pessoas permissão para fazer o mesmo".

(Discurso de posse, em 1994)